Bayer - EcoCommercial Building - Gestão de Projetos Sustentáveis


Clique para ampliar

O DESAFIO

O Programa EcoCommercial Building, elaborado em parceria com a Cushman & Wakefield, integra as ações globais da Bayer para a preservação do meio ambiente. A iniciativa garante a construção de prédios capazes de operar com baixo consumo de recursos naturais e adaptados às condições climáticas de qualquer lugar do planeta. Para isso, são utilizados materiais inovadores e tecnologias que possibilitam o uso de fontes renováveis
de energia, tratamento e reaproveitamento de água das chuvas, alta eficiência energética, entre outras soluções.

O Programa EcoCommercial Building Brasil foi lançado em 2012, com a implantação de um Centro de Excelência para apoio de profissionais e de empresas interessadas em construções sustentáveis. No mesmo ano, a Bayer anunciou, em São Paulo, a construção do primeiro ECB na América Latina. Prédios como o ECB de São Paulo também existem na Alemanha, Bélgica, China, Estados Unidos, Índia e Tailândia. No País, o ECB funciona como espaço de convivência para os 2 mil colaboradores da unidade e está aberto para visitação, realização de treinamentos e eventos em construção sustentável.

Apoiar a Bayer na idealização do primeiro edifício no Brasil capaz de produzir toda a energia que consome, recebendo a Certificação LEED Platinum por meio de um edifício todo modular que facilitasse a manutenção e reduzisse os resíduos, gerando aumento da produtividade e diminuição do tempo de obra.


A SOLUÇÃO

Estratégias adotadas: instalação de painéis fotovoltaicos para geração de energia. Aproveitamento da iluminação e ventilação natural. Coleta de água de chuva das coberturas para reúso nas bacias e nos espelhos-d’água, além de diversas outras soluções sustentáveis, como paisagismo com vegetação nativa, materiais de construção com conteúdo reciclado, madeira FSC, etc.


OS RESULTADOS

  • 100% da demanda suprida por energia solar.
  • 97% dos resíduos de obra enviados para reciclagem.
  • 67% da madeira incorporada ao edifício é FSC.
  • Fachada e cobertura com alto índice de refletância solar, reduzindo o efeito ilha de calor.
  • 95% de redução de uso de água potável.
  • 40% dos materiais utilizados no empreendimento são de origem regional.